A informática sempre esteve presente no mercado de trabalho, na faculdade e na escola, mas durante a pandemia, quando muitas atividades passaram a ser realizadas on-line, ter este conhecimento se tornou ainda mais essencial. Para encurtar esse caminho para muitas famílias, a Escola do Legislativo disponibiliza aulas virtuais gratuitamente para a comunidade, com direito a certificação. Esse é o curso mais procurado pela população, somando mais de 16 mil inscrições desde que a plataforma de ensino a distância foi lançada, no mês de abril.

Neste contexto surge o desafio: ensinar a informática em um ambiente virtual. Na plataforma de Ensino a Distância (EAD) da Escola do Legislativo, o aluno só precisa de um computador ou celular com acesso à internet. O diferencial é que caso a pessoa não tenha ainda tanta facilidade, é possível ir adquirindo experiência durante o curso e se aperfeiçoando ao longo dos estudos. Ou seja, o simples ato de acessar a plataforma já se torna um exercício para as aulas.

Quem vai cursar informática pela primeira vez é o adolescente Sorlan Lima, de 16 anos. Ele contou que desde pequeno já mostrava interesse por essa área, mas a mãe não tinha condições de pagar pelas aulas. “Sempre tive vontade de fazer um curso, só que a minha mãe nunca quis, porque tinha que pagar antigamente, ela não podia gastar com isso.”

Neste ano, ele sentiu a exigência do mercado de trabalho de ter noção de informática. Nos últimos três meses, o estudante trabalhou em uma empresa no ramo de sobremesas e precisava manusear um computador e redes sociais para atender aos clientes. “Eu não sabia nada de informática e tive que mexer em um computador.  O meu chefe teve que ensinar praticamente tudo.”

Ele está sendo incentivando pelo irmão Gabriel dos Santos, de 12 anos, e a prima Jéssica Barros, de 14 anos. Eles estão fazendo o curso pela primeira vez. O irmão disse que sabe digitar e divide o pouco que sabe. “Já sei mexer um pouco. Gosto de tecnologia.”. Já a prima contou que as aulas vão ajudar nas atividades escolares. “Eu gosto bastante, quero aprender mais e desenvolver algumas coisas que eu ainda não aprendi muito. Faz bem aprender coisas novas.”

Ensino e aprendizado

Os três vão se unir para estudar informática, e cada um vai acessar as aulas pelo celular, pois não há um computador no lar. A situação dos adolescentes representa a grande parte dos inscritos na plataforma, explicou o professor de informática, da Escola do Legislativo, Roniere Freitas.

Mesmo usando um aparelho móvel, o profissional disse que é possível absorver os conteúdos pelo aplicativo da plataforma. “Todo mundo utiliza bastante o celular e o aplicativo da Escola do Legislativo é muito intuitivo. Então, por isso que a gente tem tido bastante sucesso com a interação com os alunos.”

Pela plataforma, o aluno pode cursar informática básica, intermediária e avançada e ainda acessar vídeos, materiais teóricos, e exercícios para colocar em prática. Ao mesmo tempo, o participante pode interagir com professor e tirar as dúvidas sobre os conteúdos. A vantagem é que a plataforma virtual supera as barreiras físicas, levando o acesso para quem deseja aprender na área da tecnologia. “Com isso, mais pessoas conseguiram mais oportunidades, então nós temos cada vez mais pessoas se inscrevendo”, explicou o professor

Ter conhecimento de informática é primordial hoje. “Para qualquer profissão, ela estará em nossa vida diariamente, seja para um aluno, seja para um profissional, por isso que é uma procura muito grande e tem sido recorde de inscritos nos cursos de informática.”

Texto: Vanessa Brito

Foto: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR