O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Jalser Renier (Solidariedade), recebeu a embaixadora Maria Teresa Belandria, representante do governo do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó. O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (29), durante sessão legislativa híbrida no Plenário Noêmia Bastos Amazonas.

Neste encontro, Jalser Renier agradeceu a presença da representante no parlamento roraimense. A deputada Yonny Pedroso (SD) falou sobre a parceria entre a Comissão de Relações Fronteiriças do Poder Legislativo e a embaixada venezuelana em Roraima e mencionou a situação de uma família, composta por brasileiros e venezuelanos, que precisou de ajuda para regressar ao Brasil neste momento em que as fronteiras estão fechadas para contenção do novo coronavírus.

Maria Teresa Belandria falou sobre a crise humanitária e agradeceu a todos os brasileiros pela acolhida aos venezuelanos. Ela admitiu que o Brasil não estava preparado para receber esta demanda, mas não virou as costas aos cidadãos do país vizinho. “Tivemos conhecimento sobre a apreensão das autoridades sobre educação, segurança que ficou complicada, mas os roraimenses são gente de bem e abriram os braços, acolheram os venezuelanos”, disse, ao destacar ainda o trabalho da Operação Acolhida.

Maria Teresa disse que atualmente há 344 presos políticos na Venezuela, opositores do governo de Nicolás Maduro, que segundo ela, estariam submetidos inclusive à tortura. Conforme a embaixadora, a solução para reverter este quadro, e possibilitar inclusive que os imigrantes no Brasil possam voltar aos seu país, seria uma eleição limpa e segura. Ela reforçou que Juan Guaidó não cogita participar das eleições parlamentares de dezembro convocadas por Nicolás Maduro.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR