Nesta quarta-feira (14), dois aprovados no concurso público tomaram posse na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR). Nesta primeira fase, foram nomeados quatro servidores para os cargos de assistente legislativo, psicólogo e assessor técnico-legislativo.

Em fevereiro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), assinou o edital de convocação dos aprovados no certame e destacou que o processo de nomeação ocorreria por etapas. A primeira estava prevista para março, mas devido à pandemia da covid-19, o Poder Legislativo adotou inúmeras medidas preventivas para evitar a proliferação da doença.

Entre elas, o ponto facultativo por tempo indeterminado e restrição de acesso às dependências da ALE-RR apenas para serviços considerados essenciais. Com a retomada de algumas atividades, a atual gestão deu prosseguimento às convocações.

Para Keila Bringel, de 32 anos, que tomou posse no cargo de assistente legislativo, o momento é a realização de um sonho. Foram dois anos de dedicação aos estudos. “A gente pensa em muitas coisas que a gente passou para chegar até aqui. E com certeza é um momento muito feliz, muito feliz mesmo.”

Ananias Pereira, de 34 anos, também tomou posse no mesmo cargo. “Isso é um sonho, foi conquistado com grande dificuldade, graças a Deus deu certo. Agora é contribuir para a Casa”, ressaltou.

Os outros dois aprovados ainda vão tomar posse, pois um reside fora do Estado de Roraima e o outro está com covid-19. A nomeação representa um avanço para a instituição, destacou o superintendente geral, Júnior Vieira. “Hoje começa realmente a efetivação da realização de um sonho. Quatro pessoas foram nomeadas nesses últimos dias e os restantes nos próximos meses. Isso é o compromisso da Assembleia Legislativa com a ideia do concurso público no princípio da impessoalidade.”

Nomeação

Os demais aprovados serão nomeados conforme a demanda, considerando que está em vigor a Resolução 009/2020, que decretou ponto facultativo por tempo indeterminado e estabelece outras medidas preventivas no âmbito da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima de combate à covid-19. O concurso está dentro do prazo de validade de dois anos, sendo prorrogável por igual período. Durante esse momento de pandemia, a superintendência da Casa destacou que não houve aumento na folha de pagamento da ALE-RR, ocorrendo apenas as reposições de cargos de chefia, direção e assessoramento, mudanças embasadas na Lei Complementar Nacional 173/2020.