Descobrir que a tia estava com câncer sensibilizou a designer gráfica Leirice Félix, que decidiu cortar os cabelos por uma boa causa: ajudar na autoestima de pacientes em tratamento de quimioterapia. A mecha, cortada nesta terça-feira, será destinada à campanha do CHAME (Centro Humanitário de Apoio à Mulher).

Leirice destacou que deixou os cabelos crescerem por um ano, mas desapegou por um motivo maior.  “A doação de cabelo foi uma maneira encontrada de prestar minha solidariedade e apoio a ela, mesmo que o cabelo não seja direcionado para minha tia, eu sei que irá ajudar outras mulheres em tratamento”.

O corte escolhido foi o channel, realizado em um salão de beleza no centro da cidade, que oferece cortes gratuitos para quem aderir à campanha. “Meu cabelo cresce muito rápido, e não é nenhum problema em cortar para doar. Eu sei que será muito útil para as mulheres”, afirmou Leirice.

A doação será enviada para a ONG Rapunzel Solidária que confecciona e doa perucas para crianças, jovens e adultos que estão em tratamento. A coordenadora do CHAME, Elizabete Brito, reforçou a importância da doação de cabelos e lenços para as mulheres em tratamento. “Todas as doações de lenços e cabelos são bem-vindas.” Os lenços arrecadados serão destinados a pacientes da Unacon do HGR (Hospital Geral de Roraima).

Elizabete ainda destacou que qualquer pessoa pode realizar a doação de cabelo, basta estar atenta a algumas questões. “O cabelo precisa está seco, com no mínimo 20 centímetros e o corte deve ser feito pelo menos um dedo acima do elástico”.

No momento do corte, é importante avisar ao cabeleireiro que está cortando para doar. O cabelo deve ser cortado seco e limpo para evitar que estrague, e deverá ser bem preso com um elástico.

As doações podem ser realizadas até o dia 31 de outubro, de segunda a sexta, das 7h30 às 13h30, na sede do CHAME, localizada na rua Coronel Pinto, esquina com a Ville Roy. Mais informações pelo telefone (95) 98402-0502 (ZapChame).

Texto: Bruna Gomes

Foto: Jader Souza

SupCom ALERR