A canção Vilarejo, da cantora Marisa Monte, é um clássico brasileiro e vai ganhar uma interpretação roraimense. O coral do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima, está produzindo um clipe virtual com participação de 40 crianças e adolescentes. Essa é a quarta produção musical da turma.

“Há um vilarejo ali. Onde areja um vento bom. Na varanda, quem descansa. Vê o horizonte deitar no chão”, essa é a primeira parte da canção escolhida pela maestrina Kastorijane Oliveira. “Eu gostei muito dessa canção porque transmite paz. Ela transmite que as coisas vão melhorar em breve. Eu quero passar isso através da música para eles” explicou.

Essa semana começou a produção do clipe virtual. Para interpretação dessa música, os alunos estão divididos conforme o tipo de voz. “São os sopranos com as vozes mais agudas. Contralto são as vozes mais graves e médias as vozes intermediárias. Então, nós gravamos cada voz separada, para facilitar o aprendizado deles”, explicou a maestrina.

Por meio do celular, a maestrina grava vídeos cantando a música e ensinando exercícios de aquecimento vocal. Os alunos vão começar a treinar em casa, em seguida poderão enviar o material interpretando a canção.

Por último, o professor de violão, Israel Mafra, editará os materiais dos alunos. “Eu pego as vozes gravadas e depois monto em um programa de edição de áudio. A gente vai editando passo a passo. Nesse sentido, que trabalhamos. Esperamos que o retorno dos alunos sejam bem legal, seja em altura de que tem sido em outras, bem interessante”.

Essa não é a primeira produção musical virtual do Abrindo Caminhos. Neste ano, os alunos já interpretaram Makunaimando, do trio Roraimeira,“Maraviha Viver” versão em português para “What A Wonderful World”, do cantor de jazz Louis Armstrong. A terceira foi “Negro Gato”, composto por Getúlio Cortes e interpretada por vozes conhecidas como Roberto Carlos e Renato e Seus Blue Caps.

O programa Abrindo Caminhos atende alunos de 5 a 17 anos, com modalidades esportivas, culturais e educacionais. Devido a pandemia da covid-19, as atividades presenciais foram suspensas. Atualmente as aulas são a distância. As turmas recebem as videoaulas por aplicativo de celular e a cada semana os encontros ocorrem pelas plataformas de videoconferência.

Texto: Vanessa Brito

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR