A deputada Lenir Rodrigues (Cidadania) usou seu tempo de explicações pessoais durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), nesta terça-feira (2), para se despedir do comando da Procuradoria Especial da Mulher (PEM), após seis anos. A procuradoria agora é dirigida pela deputada Betânia Almeida (PV).

Lenir Rodrigues, que agora ocupa o cargo de procuradora especial adjunta da Mulher, destacou ações realizadas durante a pandemia, desejou sorte à nova procuradora, e se colocou à disposição para ajudar no que for preciso para manter as ações de combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

A parlamentar pontuou que o Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), principal ação da PEM, conseguiu um feito histórico, ao ser premiado como primeiro colocado no Prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher, promovido pela Câmara dos Deputados, entre 500 projetos do país. “Roraima tem esse prêmio por meio da Assembleia Legislativa e do Chame. É uma honra ter esse prêmio nacional. Quero agradecer ao deputado federal Hiran Gonçalves que, lutou muito para Roraima deter essa premiação”.

A parlamentar também ressaltou a importância do Zap Chame durante a pandemia. O serviço de orientação a vítimas pelo WhatsApp, que antes era um braço do Chame, acabou assumindo o protagonismo durante a pandemia e fez mais de 800 atendimentos, o equivalente a três mulheres vítimas de violência doméstica e familiar por dia.

Lenir também enalteceu o fato de a Assembleia Legislativa de Roraima ser a única do país a possuir um núcleo voltado para homens agressores de mulheres. O Núcleo Reflexivo Reconstruir, que faz parte da estrutura da PEM, atendeu 92 homens, em convênio com a Vara de Penas e Medidas Alternativas (Vepema). Neste período, a procuradoria também acompanhou 12 casos de tráfico de pessoas, por meio de um núcleo específico para prevenção e acompanhamento deste tipo de crime.

“Quero desejar sorte à deputada Betânia, que assume o cargo, e dizer que nossa equipe está à disposição para ajudar. Com certeza poderemos estar ajudando para que essas mulheres não sofram feminicídio no nosso Estado”, finalizou Lenir.

A nova procuradora especial da Mulher, deputada Betânia Almeida, agradeceu a deferência e se comprometeu a continuar o trabalho de defesa dos direitos da mulher. “ O estado de Roraima é campeão em feminicídios. Três mulheres vítimas de violência por dia é muito. Vamos dar apoio a essas mulheres que estão nessa condição. Vamos trabalhar e fazer nossa política para cuidar do povo, trabalhar em prol do povo que nos elegeu”, disse Betânia.

Texto: Yana Lima

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR