Nesta terça-feira (16) é celebrado o Dia do Ouvidor, que como o próprio nome sugere, é uma forma de ouvir a população. Esse mecanismo está presente na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR). Por meio da Ouvidoria do Poder Legislativo, o cidadão pode contribuir com o trabalho da instituição. Desde 2019, o canal recebeu 662 mensagens e ligações entre elogios, sugestões e reclamações referente ao serviço prestado.

 

A ouvidora-geral da ALERR, deputada Betânia Almeida (PV), que está à frente desse órgão há dois anos, enfatizou que esta é uma forma de prestar contas com a população. “É esse elo de comunicação: ‘como que eu quero a Assembleia Legislativa?’. ‘Eu, povo, que coloquei os parlamentares lá, como eu quero a minha casa?’ Então, estamos aqui justamente para colher sugestões, reclamações, distribuir aos setores competentes e aguardar um prazo máximo de até 30 dias”, explicou a deputada.

 

Podem ser registradas na Ouvidoria da Assembleia Legislativa pedidos de informações, elogios, reclamações e sugestões. Também é possível registrar falhas ou ausência de serviços públicos prestados aos moradores, denunciar ilegalidades, fazer apontamentos sobre o funcionamento dos serviços legislativos e administrativos da Casa, ou ainda relatar atos incompatíveis com a função de deputados ou servidores.

 

Para agilizar esse atendimento, a deputada adiantou duas novidades. “Vamos ter um call center [central de atendimento], onde vamos estar funcionando das 8h até as 18h, com várias assessoras para ouvir as reclamações ou sugestões do povo roraimense”.

 

A segunda novidade é a instalação de um sistema on-line para que o cidadão registre a demanda, e possa acessar os dados da Ouvidoria, sem precisar se deslocar até a instituição. “O sistema serve como um Portal da Transparência”, explicou Betânia.

 

O cidadão pode mandar mensagens pelo WhatsApp (95) 98120-0800, disponível 24 horas. Ou pelo e-mail (ouvidoria@al.rr.leg.br). Ao apresentar a demanda, é necessário se identificar, fornecendo o nome, endereço e o contato. Devido à pandemia da covid-19, a equipe está em trabalho remoto.

 

Atendimentos

 

Em 2019, o setor registrou 300 notificações. Já no ano passado o número caiu para 135, em função da pandemia. Neste período, a Ouvidoria atuou de forma mais interna, organizando o espaço, atualizando o material didático e aperfeiçoando o atendimento. Neste ano, em apenas dois meses houve 227 demandas.

 

Texto: Vanessa Brito 

Foto: Supcom ALE-RR