Pular para o conteúdo

Instituição recebe doação de terreno para efetivação do Hospital do Amor

Na sessão desta quarta-feira (31), foi aprovado na Assembleia Legislativa de Roraima o projeto de lei que destina a Fundação Pio XII o terreno localizado na avenida Via das Flores, bairro Pricumã, zona Oeste de Boa Vista, para instalação do Hospital do Amor. Foram 13 votos favoráveis e a matéria seguirá para sanção governamental.
Em 2020, os parlamentares aprovaram outro projeto, mas desta vez que autorizava o Poder Executivo a ceder o espaço, antes pertencente à Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima) para construção da Unidade Hospitalar vinculada ao Hospital de Barretos, direcionada para tratamento de pessoas com câncer. Em caso de modificação ou fechamento da Unidade em Boa Vista, a Fundação Pio XII perderá o direito ao terreno.
A doação consolida o processo de instalação do Hospital do Amor em Roraima. “O hospital está pronto para ser inaugurado e de fato agora o terreno pertence à Fundação Pio XII”, celebrou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Soldado Sampaio (PCdoB). “Isso foi um gesto do Governo do Estado, acatado por esta Casa, aprovado com maioria, cedendo de maneira definitiva o terreno ao Hospital do Amor”.
Quem acompanhou a votação na Assembleia Legislativa de Roraima foi o deputado federal Hiran Gonçalves (PP-RR). Segundo ele, a doação do espaço à Fundação permitirá alcançar licenças pendentes. “Porque o Hospital está pronto, todo equipado, a carreta pronta, agora é só abrir e funcionar”, complementou.
Os funcionários selecionados em outubro de 2020 para trabalhar no Hospital do Amor receberão treinamento conforme o padrão adotado pela Fundação Pio XII no Brasil. A instituição é responsável por administrar todas as unidades hospitalares ligadas ao Hospital de Barretos, em São Paulo. “Essa unidade será muito importante no diagnóstico precoce de câncer, principalmente os que mais afetam aqui em Roraima, como câncer de mama, de útero, pele e colo retal”, justificou Hiran Gonçalves.
Alteração no TJRR  
Outra matéria aprovada pelos deputados foi o projeto de Lei Complementar, enviado pelo Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), para reorganização do quadro de servidores com extinção de especialidades para cargos de níveis médio e superior da instituição, bem como a concessão de indenização em 60% no transporte de servidores cumpridores de mandado judiciais.
Texto: Yasmin Guedes
Foto: Jader Souza / Marley Lima / Tiago Orihuela
SupCom ALERR
Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0