Pular para o conteúdo

Deputados acompanham a assinatura da posse dos novos soldados da Polícia Militar de Roraima

Na noite desta quinta-feira (15), o presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Soldado Sampaio (PCdoB), acompanhou a assinatura da posse dos novos policiais militares do Estado. No evento que foi realizado no Ginásio Senador Hélio Campos, também estiveram presentes os deputados Renan (Republicanos) e Renato Silva (Republicanos).
O evento marcou a assinatura do termo de posse dos 389 soldados da Polícia Militar de Roraima (PMRR). Os novos servidores empossados atuarão na segurança pública de todo o Estado, daqui a seis meses, quando o curso de formação for concluído. O aumento no quantitativo de policiais foi possível graças à destinação de recursos pelo Poder Legislativo.
O presidente da ALERR destacou que esse é um momento de relevância para toda a população de Roraima que passará a ter a segurança reforçada. “É um momento histórico para Roraima. São quase 400 soldados na Polícia Militar que em breve estarão fazendo a proteção de todos os cidadãos. A Assembleia Legislativa está comprometida com o Estado e com a segurança pública, valorizando nossos policiais”, falou.
De acordo com o governador Antonio Denarium, as medidas vão proporcionar mais segurança à população. “Hoje nós assinamos o maior decreto de posse que já houve na Polícia Militar. Estamos reforçando nossas forças de segurança, com a formação desses novos soldados e com a aquisição de viaturas, também iremos lançar o programa ostensivo ‘Polícia na Rua’ em todo o Estado de Roraima”, disse.
O deputado Renan, presente na solenidade, disse que o trabalho em conjunto desenvolvido pelos Poderes traz benefícios para toda a população. “Esse é um momento ímpar para a segurança de Roraima e nós estamos trabalhando em conjunto para mudar a situação do nosso Estado”, afirmou.
Renato Silva também acompanhou o evento e destacou a importância da efetivação dos novos concursados. “Nós lutamos muito para que esse concurso fosse dado continuidade, e agora o efetivo da PM vai aumentar em quase 30%. A Assembleia Legislativa junto do governo conseguiu organizar as contas do Estado e agora estamos colhendo os frutos desse trabalho”, destacou.
Durante um ano, a agora, soldado Camila Orrites, de 24 anos, se preparou para as provas do concurso. Ela foi a quinta colocada no certame e até teve que trancar a faculdade que cursava para se dedicar aos estudos. “A sensação que tenho é de dever cumprido. Nós estudamos muito, sempre me dediquei e hoje vejo que tudo valeu a pena”, comemora.
Os soldados empossados, ainda passam por um curso que tem duração de 1.150 horas. As aulas contam com a participação de instrutores civis e militares e após o encerramento dessas atividades, estarão aptos a trabalhar nas ruas.
Texto: Bruna Gomes
Foto: Jader Souza/ Márcio Magalhães
SupCom ALERR
Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0