Pular para o conteúdo

Soldado Sampaio participa de encerramento do Curso de Formação de Oficial da PM

Durante o encerramento da conclusão do Curso de Formação de Oficial dos 20 cadetes da Polícia Militar de Roraima (PM-RR), nesta quinta-feira (27) na Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago (APISC-RR), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Soldado Sampaio (PCdoB), parabenizou os ex-colegas de farda e destacou o papel do Legislativo na realização da formação, que por falta de recursos chegou a ser interrompida.

“Esse curso foi interrompido várias vezes, em especial, pela questão orçamentária. As lideranças foram inúmeras vezes na Assembleia pedir a suplementação e a Casa atendeu, permitindo que o Executivo retomasse o curso de oficial que é algo muito importante para a carreira do policial militar, assim como também para a sociedade”, disse o presidente.

Ainda de acordo com Sampaio, a finalização desta etapa premia uma turma que persistiu na concretização da instrução. E a sociedade é quem ganha um reforço qualificado no policiamento.

“Em breve esses futuros tenentes, que hoje são cadetes, estarão comandando na rua, seja na Capital ou no interior, em especial no programa “Polícia na Rua”. A conclusão do curso é também o reconhecimento pela dificuldade que enfrentaram nessa formação no decorrer dos anos, mas hoje com muita persistência está se concretizando os sonhos desses pais e mães de famílias”, ressaltou.

O curso teve início em meados de maio de 2018, contou com uma carga horária de 3.023 horas e com 50 disciplinas, em diversas áreas do conhecimento. Esses cadetes foram aprovados no concurso público de 2013 para o Cargo de 2º Tenente PM, do Quadro de Oficiais Combatentes da Polícia Militar (QOCOM).

O coordenador do Curso de Formação de Oficial, Capitão Feitosa, explicou que esta é só mais uma das fases para quem almeja pertencer ao quadro de oficiais da instituição. “Para chegar ao oficialato precisa passar por algumas fases, uma delas é esse curso de formação. Ao término são declarados aspirantes, Cadete. Ele só vai ser oficial depois do estágio probatório que é o oficialato, onde serão promovidos ao primeiro posto de 2º Tenente. A partir daí serão oficiais na íntegra, no final do ano”, esclareceu.

Para a aspirante a oficial, a Cadete Levino, que pertence ao quadro da Polícia Militar desde 2007, o momento é de satisfação, especialmente por ter passado por uma preparação rigorosa. Ela conta que está na expectativa para colocar os ensinamentos na prática.

“É muito importante para todos nós. Estamos transbordando de alegria porque esse curso exigiu da gente uma preparação física e intelectual intensiva. Então estávamos ansiosos para sermos declarados aspirantes oficias”, afirmou.

E para a sociedade roraimense que investiu na formação deles por meio dos impostos, ela deixa um recado. “Olha, a sociedade pode esperar que os 20 aspirantes que serão futuros oficiais, estarão bem preparados para atuarem aí junto com a tropa em prol da segurança pública, pois tivemos uma preparação excepcional e a sociedade pode esperar o melhor da instituição de Roraima”, assegurou.

Texto: Suellen Gurgel

Foto: Marley Lima e Márcio Magalhães

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0