Pular para o conteúdo

ALE-RR apoiará criação do Fundo para Juventude em Roraima

A Assembleia Legislativa de Roraima(ALE-RR) recebeu nesta quarta-feira (16) a secretária Nacional da Juventude Emilly Coelho, ligada ao Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, que veio ao Estado em busca de apoio para criação do Fundo Estadual da Juventude. A proposta é destinar 1% do ICMS (Imposto de Circulação sobre Mercadorias e Serviços) e fundo para construção de políticas públicas direcionadas à juventude em Roraima.

O presidente do Poder Legislativo, deputado Soldado Sampaio (PCdoB), concedeu a Emilly Coelho a tribuna para defesa do termo de compromisso. A secretária nacional trouxe aos parlamentares documento para coleta de assinaturas, como forma de apoio para elaboração do projeto a ser entregue ao Governo do Estado. “Passarei em cada gabinete para levar o termo de compromisso junto comigo e depois entregar ao governador Antônio [Denarium] todo esse apoio”, disse ela. “A gente sabe que se não investirmos na juventude não teremos um futuro promissor”, frisou.

De antemão, o presidente da Assembleia Legislativa colocou o parlamento à disposição da matéria. “Temos um parlamento jovem, todas as demandas que vieram e os debates necessários, esta Casa tem apoiado”, e complementou dizendo que, “Se depender do Legislativo, terá aprovação e ações concretas no sentido de apoiar a juventude do estado de Roraima”.

A preocupação com os jovens de Roraima, elencou o deputado Renato Silva (Republicanos), está no enfrentamento às drogas. “Hoje, nesse mundo moderno, é muito mais fácil o acesso do que na nossa época”, lamentou. “Pouco vimos jovens procurar interesse com a política e com o futuro pessoal, está mais comum vermos jovens bebendo e fumando do que em busca de um futuro melhor”.

Em consequência, pontuou o deputado Jeferson Alves (PTC), a vulnerabilidade dos jovens coloca Roraima como uma das Unidades da Federação com a população carcerária mais jovem do País, proporcionalmente. “E isso é falta de políticas públicas, esse problema persiste, há muitos anos, quando o Poder Público não chega, o crime abraça”, declarou.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Marley Lima

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0