Em homenagem ao Dia do Cinema Brasileiro, comemorado neste sábado (19), a TV Assembleia (canal 57.3) exibe uma seleção de curtas-metragens, a partir das 22h, no programa Cabine Brasil. Na mostra, serão exibidas as obras –  Luiza (2013), A Luz por um Momento (2011) e Quinta das Janelas (2013) –  do cineasta e roteirista gaúcho, Pedro Foss, que tem no currículo 12 filmes em curta-metragem e traz como marca o resgate do gênero de suspense e o trabalho com grandes atores nacionais.

A diretora da TV Assembleia, Camila Dall’Agnol, frisa que, mesmo com as limitações de uma rede pública, a emissora firma parcerias, locais e nacionais, para dar visibilidade as produções brasileiras, e não poderia ser diferente no 19 de junho.

“No Cabine Brasil, nós exibimos produções nacionais, que são cedidas sem custos, pois somos uma emissora pública. Então, os cineastas, roteiristas nos encaminham suas produções gratuitamente, por isso nada mais justo do que fazermos essa exibição de curtas no dia do cinema Brasileiro”, comemora.

Dall’Agnoll salienta que não existem critérios rígidos para quem deseja ter seus produtos audiovisuais exibidos na tv. “Não temos nenhum tipo de censura dentro da TV Assembleia, mas é lógico que existem critérios, pois somos uma TV Pública Legislativa. Então, seguimos um padrão, e o principal é que os criadores cedam os direitos autorais dessas produções”, ressalta.

O diretor de programação da emissora, Bruno Almeida, é quem costuma fazer a ponte com os produtos audiovisuais exibidos. Ele explica como se dá o processo. “Fazemos contato com os realizadores das produções audiovisuais, explicando o objetivo e a execução dos trabalhos, onde será exibido, com datas, horários e as suas finalidades. E aguardamos a liberação que é feita por meio de uma parceria conjunta, entre eles e a TV Assembleia Roraima, sem qualquer ônus”, esclarece.

Transmitindo curtas, médias e até longas metragens, o programa Cabine Brasil faz parte da grade desde 2018. Logo, para além de pontuar ações no Dia do Cinema Nacional, a TV ALE busca frequentemente promover um intercâmbio cinematográfico, que aproxime fronteiras culturais e ajude, em última instância, a formar um público que valoriza as produções nacionais.

Afinal, não é todo dia que a produção de um cineasta gaúcho é exibida numa emissora do extremo Norte do país. Por isso, para quem ficou curioso com o trabalho do realizador Pedro Foss, basta preparar a pipoca, reservar um lugar no sofá e sintonizar no canal 57.3, a partir das 22h.

 

 

Confira as sinopses dos curtas-metragens que serão exibidos pela TV Assembleia 57.3:

Título: Luiza

Atores: Paula Burlamaqui, Eriberto Leão, Luana Piovani

Direção e Roteiro: Pedro Foss

Realização: Paris Produções

Gênero: Suspense

Ano: 2013

Sinopse: O filme narra o caso de Nora (Paula Burlamaqui), uma psicanalista que vê sua rotina transforma-se em um pesadelo, quando depara-se com um homem (Eriberto Leão) que implora a sua ajuda. Não para ele, mas para a sua esposa Luiza (Luana Piovani), uma mulher, em alto grau traumático, que passou a afirmar ser uma outra pessoa após um misterioso acidente.

 

Título: A Luz por um Momento

Atores: Cássia Linhares, Maurício Mattar, Alexandre Scaquette

Direção e Roteiro: Pedro Foss

Realização: Paris Produções

Gênero: Suspense

Ano: 2011

Sinopse: Paula é uma mulher que após perder o bebê, entra em uma profunda depressão. Um dia o seu marido chega em casa e se depara com um bebê nos braços dela. De onde teria saído aquela criança? Conforme Paula, aquele é seu filho, devolvido por Deus. Baseado em fatos reais.

Título: Quinta das Janelas

Atores: Bárbara PazRodrigo SimasLarissa MacielAlberto Garrido

Direção e Roteiro: Pedro Foss

Realização: Paris Produções

Gênero: Suspense

Ano: 2013

Sinopse: Marta Fillale é uma mulher em crise, que resolve se afastar da capital e acampar em uma área florestal, durante um feriado prolongado. Sozinha, naquele local isolado, ela busca sossego. Mas, no meio da madrugada, ela percebe que tem companhia. A partir daí, um pesadelo está por começar.

 

O Dia do Cinema Brasileiro é duplamente comemorado

 

Em 19 de junho de 1898, o ítalo-brasileiro, Affonso Segreto retorna ao Brasil, após uma viagem à Europa, aonde realizou um curso de operação de cinematógrafos. Na chegada, à Baía de Guanabara, faz os primeiros registros de imagens em movimento do país. O pioneirismo de Segreto, legou a data como o Dia do Cinema Brasileiro.

Contudo, para muitos, o Dia Nacional do Cinema Brasileiro se dá, na verdade, no dia 05 de novembro. Pois dois anos antes do ítalo-brasileiro desembarcar no Brasil, em 05 de novembro de 1896, ocorreu a primeira projeção das películas no país. Na ocasião, oito pequenos filmes, de cerca de um minuto cada um, foram exibidos para a elite carioca, na Rua do Ouvidor, no Rio de Janeiro.

Com duas datas marcantes, não importa o dia em que se homenageia o cinema nacional, pois o importante é situar que história cinematográfica de um povo reflete os avanços tecnológicos, o contexto social, político e os seus ciclos econômicos.

Texto: Suellen Gurgel

Imagem: Abraão Borges

SupCom ALE-RR