Pular para o conteúdo

Hino Cultural enaltece e valoriza as belezas de Roraima

“Te achei na grande América do sul; quero atos que me falem só de ti”, Com esses versos o poeta, compositor e cantor Zeca Preto eternizou Roraima com a música ‘Roraimeira’, declarada Hino Cultural do Estado por meio da Lei nº 1.007/2015. Na abertura do segundo semestre do ano Legislativo a canção foi interpretada pela orquestra da Polícia Militar de Roraima (PMRR), sendo a primeira vez numa solenidade oficial.

A letra foi composta em 1984 e gravada em 1985. Na mesma época, se tornou referência ao Movimento Cultural Roraimeira, que uniu músicos, escritores, poetas e artistas visuais do Norte do país, no período de 1984 a 2000.

A composição da letra e melodia envolve uma curiosidade. Segundo contou o artista Zeca Preto, os versos melodiosos foram criados em seis horas. O intuito era valorizar as características do Estado no Festival de Música de 1984.

“Apesar de ter ficado em segundo lugar na competição, a canção fez sucesso na cidade. Na época a música estourou entre a população. Virou nome de bar, de chácara e vários artistas regravaram a canção”, contou orgulhoso.

A homenagem da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) é de extrema importância para a valorização da cultura local. “É importante que a nossa cultura seja reconhecida e valorizada desta maneira para difundir o Estado”, enfatizou.

A ideia de transformar a música em Hino Cultural foi do ex-deputado Oleno Matos, com a Lei nº 1007/2015. Segundo ele, a legislação tem o intuito de valorizar a cultura diversificada que existe na região.

“A letra ‘Roraimeira’ nos remete às características do nosso Estado, esse caldeirão cultural em que vivemos originou outras culturas. Por isso, a importância de leis como essa, para valorizar e celebrar a nossa diversidade e talentos culturais existentes aqui”, destacou.

A legislação prevê que a canção seja sempre executada nas seguintes oportunidades: abertura anual dos trabalhos legislativos; abertura de todos os eventos folclóricos e culturais do Estado de Roraima e nos demais casos expressamente determinados pelos regulamentos de cerimônias de cortesias nacionais e interestaduais.

Roraimeira 

A música destaca as belezas naturais de Roraima como o Lago do Caracaranã e as cachoeiras do Tepequém.  Faz referência às  frutas típicas da região  e às características da cultura indígena do Estado. Segue abaixo a letra completa da canção.

Te achei na grande América do sul

quero atos que me falem só de ti

e em tua forma bela e selvagem

entre os dedos o teu barro o teu chão

e em tuas férteis terras enraizar

a semente do poeta Eliakim

nos seus versos inerentes ao amor

aves ruflam num arribe musical, musical

os teus seios grandes serras,

grandes lagos são os teus olhos

tua boca dourada, Tepequém, Suapi

terra do Caracaranã, do caju, seriguela

do buriti, do caxiri, Bem- Querer

dos arraiais, do meu HI-FI,

da morena bonita do aroma de patchully

da morena bonita do aroma de patchully

o teu importante rio chamado branco

sem preconceito em um negro ele aflui

és Alice neste país tropical,

de um cruzeiro norteando as estrelas

norte forte macuxi Roraimeira

da coragem, raça, força garimpeira

cunhantã roceira, tão faceira

diamante ouro, amo-te poeira, poeira…

Composição: Zeca Preto

Texto: Bruna Gomes 

Foto: Tiago Orihuela e Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0