Pular para o conteúdo

‘PREVENÇÃO É VIDA’
Inscrições para workshop na Assembleia Legislativa começam nesta segunda-feira (20)

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) vai promover em 27 de setembro, a partir das 9h30, o workshop “Prevenção é Vida”, com as presenças da psicóloga especialista em terapia cognitiva comportamental Mariana Pessoa e o major do Corpo de Bombeiros paulista Diógenes Martins Munhoz, que trabalha há 18 anos na Escola Superior de Bombeiros de São Paulo e é idealizador da técnica e do curso de abordagem técnica à tentativa de suicídio.

O workshop, que acontece no Plenário Deputado Valério Caldas de Magalhães, faz parte das ações do “Setembro Amarelo” (mês de prevenção ao suicídio) e é uma iniciativa da Comissão de Direitos Humanos, Minorias e Legislação Participativa, que tem como presidente a deputada Yonny Pedroso (SD).

Os interessados devem se inscrever a partir desta segunda-feira (20) pelo link http://webapps.al.rr.leg.br/prevencaoevida/. As vagas para participação presencial são limitadas. Mas como se trata de um evento híbrido, os inscritos podem participar online por meio da TV Assembleia (57.3) e pelas redes sociais do Poder Legislativo (@assembleiarr).

A parlamentar lembra que o alto índice de suicídios em Roraima deixa o Estado no quinto lugar entre os entes federativos com maior número de casos, conforme levantamento do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde.

 

“O suicídio hoje é um problema de saúde pública mundial, agravado com a pandemia. Então, é um tema que precisa ser amplamente debatido nas famílias, para identificar aquele indivíduo que precisa de apoio”, explicou.

Ela ressalta ainda que essa triste realidade preocupa os agentes políticos e motiva ações de combate ao pensamento suicida, com atividades que tenham como finalidade conscientizar e sensibilizar a população sobre o tema.

Os números colocam ainda o Estado em uma posição preocupante entre os jovens. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o suicídio é a terceira causa de morte de jovens brasileiros entre 15 e 29 anos.

Os registros mostram que anualmente 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo. No Brasil, são 12 mil. O país aparece como o campeão mundial em casos de ansiedade e ocupa o segundo lugar em transtornos depressivos, que podem levar ao suicídio, conforme revela a OMS.

Yonny Pedroso é autora da Lei 1.364/2019, que tornou obrigatória a notificação para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) dos casos de tentativa de suicídio e automutilação. “Possibilita que tenhamos dados reais sobre esse problema, a fim de elaborar políticas públicas mais eficazes para prevenção e combate ao suicídio”, justificou.

Texto: Marilena Freitas

Fotos: Jader Souza

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0