Pular para o conteúdo

FORTALECIMENTO
Núcleo da Assembleia Legislativa vai auxiliar Rorainópolis a reduzir casos de violência contra mulher

Por 11 anos, a autônoma Antônia Leôncio da Silva trabalhou no serviço público diretamente com pessoas em situação de vulnerabilidade, entre elas mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. Ela acredita que o fortalecimento da rede de apoio às mulheres vai reduzir os índices de violência.

 

“É preciso ter política pública para mulheres, porque tem muita gente que precisa, mas não tem apoio. O certo é ter o CHAME [Centro Humanitário de Apoio à Mulher] aqui para que a pessoa venha, a coordenação ofereça cursos, orientação”, sugeriu a moradora.

 

Antônia participou nesta sexta-feira (3) da inauguração do prédio localizado na rua Senador Hélio Campos, sem número, BR-174, em Rorainópolis, que abrigará os serviços do Núcleo da Procuradoria Especial da Mulher, como o CHAME e o Centro Reflexivo Reconstruir, bem como a Ouvidoria-Geral da Assembleia Legislativa.

 

Representantes da Casa da Mulher Brasileira, do Ministério Público (MPRR), da Polícia Civil, Polícia Militar, Câmara Municipal e da OAB-RR (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Roraima) participaram do evento. A procuradora especial da Mulher, deputada Betânia Almeida (PV), agradeceu o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Soldado Sampaio (PCdoB), na extensão dos atendimentos ao interior, principalmente na região Sul.

 

“O que nós queremos é o cidadão mais perto do Parlamento, e nossa Ouvidoria está aí. O CHAME chegou ao Sul do Estado. Mulheres, vamos quebrar esse ciclo de violência”, celebrou Betânia Almeida. Ela acredita que a instituição em Rorainópolis contribuirá para a redução do índice de casos na região.

 

 

 

O superintendente de Programas Especiais da Assembleia Legislativa, Marcelo Nunes, reforçou a importância dos serviços do Legislativo fora da capital, principalmente nesses dez meses de gestão. “A superintendência engloba muitos programas e é um compromisso do presidente Sampaio levar os programas sem cor partidária, sem diferenciação. Em breve, vivenciaremos a redução dos índices de violência contra a mulher”.

 

Para o prefeito de Rorainópolis, Leandro Pereira (SD), a presença da Assembleia Legislativa na região simboliza o fortalecimento no enfrentamento da violência. “A rede municipal estará à disposição para trabalhar em conjunto, assim como fazemos com a Setrabes [Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social]. Temos violências diárias aqui, sejam sociais, políticas, nos lares, institucionais, e só com uma rede conjunta teremos como fazer mais”.

 

Padrão de Boa Vista

O Núcleo da Procuradoria Especial da Mulher e da Ouvidoria-Geral da Assembleia Legislativa em Rorainópolis em breve abrirá as portas para os atendimentos presenciais, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sem intervalo para o almoço.

 

De acordo com a coordenadora local do CHAME, Roseli Ribeiro, na região Sul de Roraima há um alto índice de violência contra a mulher. “Tem aumentado, principalmente na pandemia, que fez a mulher se isolar em casa com o homem, aliado ao alcoolismo e outros fatores, não só em Rorainópolis, mas em toda região Sul do Estado”, comentou Roseli. “Com o CHAME, nós queremos ajudar essas mulheres a saírem dessas estatísticas”, acrescentou.

 

Para isso, haverá acolhimento feito por equipe multidisciplinar com psicóloga, assistente social e advogadas para orientação a quem procurar auxílio, seja homem, mulher ou LGBTQIA+.

“Nós daremos toda a atenção necessária à mulher que já vem ‘sofrida’, que passou por toda uma situação e aqui será atendida da mesma forma como é em Boa Vista”, explicou a coordenadora.

 

Além dos atendimentos presenciais em Boa Vista e Rorainópolis, existe o ZapCHAME, ferramenta virtual disponível 24 horas, inclusive nos fins de semana e feriados, pelo número (95) 98402-0502.

 

Quem quiser registrar elogios, reclamações, críticas e sugestões sobre o trabalho do Parlamento, tem à disposição a Ouvidoria-Geral no Núcleo da Procuradoria Especial em Rorainópolis.

 

Conforme o diretor executivo da Ouvidoria, Lausso Magalhães, o serviço é gratuito e disponível a toda população. “Para que assim seja feito por parte do Poder Legislativo, os munícipes podem solicitar informações sobre o seu deputado, os projetos que ele tem”, sugeriu.

 

Para os homens, a Procuradoria Especial da Mulher em Rorainópolis terá o Centro Reflexivo Reconstruir, direcionado a ressocializar aqueles envolvidos em violência.

Texto: Yasmin Guedes

Direto de Rorainópolis

Foto: Tiago Orihuela

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0