Pular para o conteúdo

Xingu afirma que Governo faz gravações ilegais de autoridades

“O serviço de inteligência da Policia Civil de Roraima está fazendo o mesmo que a inteligência de Mato Grosso, e isso é grave’’, completou.

Durante pronunciamento na tribuna, nesta terça-feira, 16, na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), o deputado Jânio Xingu (PSL) denunciou que o serviço de inteligência da Polícia Civil de Roraima estaria realizando escutas telefônicas ilegais para monitorar autoridades e parlamentares do Estado. A denúncia foi motivada pela reportagem exibida em programa de rede nacional, no domingo, 14, quando veio à tona o esquema de grampos ilegais envolvendo políticos, advogados e um jornalista em Mato Grosso (MT).

“O serviço de inteligência da Policia Civil de Roraima está fazendo o mesmo que a inteligência de Mato Grosso, e isso é grave. Eu tenho um amigo na Policia Civil que me garantiu que tem horas e horas de gravações ilegais de deputados. Isso está sendo feito para, talvez, na próxima campanha eleitoral, expor os deputados, e isso é preocupante, é uma covardia e os covardes não vão a lugar nenhum”, afirmou Xingu.

Com base nas afirmações suspeitas, feitas pelo amigo policial, Xingu pediu que a Mesa Diretora da Casa Legislativa informe a Policia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF), “Se tiverem realmente fazendo isso aqui em Roraima, que seja esclarecido, pois não podemos ter nossos direitos violados, são mais de mil horas de gravações ilegais e podem ser usadas de maneira prejudicial. Precisamos corrigir isso agora”, alertou o deputado.

O líder do G14, deputado George Melo (PSDC), em contribuição ao discurso de Xingu, disse que a única alternativa que o Executivo possui seria a prerrogativa de possuir ferramentas ilegais que possam calar as pessoas, sejam elas servidoras do governo ou autoridades.

“Imagino que a única alternativa que esse Governo tenha é calar os deputados de oposição, é a chantagem. Ontem na Maternidade Nossa Senhora de Nazaré, as funcionárias não falavam, mas nem luva cirúrgica tem, a comida estava crua, pessoas com mais de 12 horas sem tomar remédio. Esse Governo é assim, em tudo, ele cala na chantagem. Vossa excelência [deputado Jânio Xingu] tem razão quando diz que os covardes morrem quietos, mas eu prefiro morrer atirando. Que me denunciem com gravações ilegais, eu não me curvo a chantagem, não estou aqui para isso, não tenho medo desse Governo”, deixou claro o líder do Blocão.

Como providências emergenciais, Xingu afirmou ainda que vai enviar também à Policia Federal e ao Ministério Público Federal, cópias do pronunciamento dele nesta terça-feira, para tomem conhecimento sobre a denúncia de maneira formal.

Outro assunto – Jânio Xingu aproveitou ainda para falar sobre a promulgação da lei que impede a apreensão de veículos por parte do Departamento Estadual de Transito (Detran), em casos de atraso no pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores. “Quero pedir a esta Casa, por meio da Mesa Diretora que mande fiscalizar a lei, e que o Detran crie uma normativa para que  o seguro e o licenciamento sejam separados do IPVA, pois o carro que estiver com o IPVA atrasado não pode mais ser apreendido em Roraima desde ontem [15]”, e quem tiver com o  carro apreendido, deve pegar a lei e pedir para liberarem o veículo. Vou fazer uma campanha e distribuir cópias da lei em todo o Estado para que o cidadão saiba mais sobre os seus direitos”, declarou o deputado, ao finalizar que irá ‘fazer valer esta lei’.

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0