Conforme o diretor da programação da TV Assembleia, Romano dos Anjos, os filmes estão sendo transmitidos diariamente em horários diferentes.

Valorizar a cultura roraimense é um dos objetivos da TV Assembleia, canal 57.3, que firmou parceria com o cineasta Thiago Bríglia para exibir na grade da programação, durante este mês de setembro, os filmes ‘Nas trilhas de Makunaima’ e ‘Roraimeira expressão amazônica’.

Os filmes serão exibidos dentro do programa Cabine Brasil, da TV Assembleia, um canal que exibe as obras cinematográficas locais e nacionais, como forma de fomentar a cultura. “Já temos parceria com o cineasta roraimense Alex Pizano, que também cedeu os filmes Remanescentes das Sombras, O Estranho e o Último Lamento, os primeiros audiovisuais roraimenses a serem exibidos no Cabine Brasil”, explicou a coordenadora da TV Assembleia, Sonia Lúcia Nunes, ao salientar que também são apresentados filmes de domínio público como o clássico ‘Tempos Modernos’, de Charles Chaplin.

Conforme o diretor da programação da TV Assembleia, Romano dos Anjos, os filmes estão sendo transmitidos diariamente em horários diferentes. O média metragem ‘Roraimeira expressão amazônica’ tem 51 minutos e 44 segundos e conta a história de um dos movimentos culturais de Roraima mais expressivo, surgido na década de 80, com recortes da cultura indígena, do meio ambiente e da vida urbana.

O filme trabalha com três personagens centrais, o poeta, cantor e compositor Eliakin Rufino e os compositores e cantores Neuber Uchoa e Zeca Preto, que são levados a lugares que inspiraram as músicas regionais, ainda de grande popularidade, no início do movimento cultural.

O documentário nas Trilhas de Makunaima tem 51 minutos e 13 segundos e conta a história de um mito indígena do Estado de Roraima, e sua relação com uma montanha sagrada. A partir de narrativas de índios das etninas Ingarikó, Taurepang e Macuxi, o filme mostra as diversas faces de Makunaima – um ancestral guerreiro dos índios de origem ‘Karib’, concebido por algumas etnias como um deus da natureza. O filme foi produzido em 2007.

Por Marilena Freitas

SupCom/ALE-RR