Estudantes e professores de Roraima ganharam as ruas na manhã desta quarta-feira, 25, em protesto aos possíveis cortes em recursos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). O programa é gerido pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, e permite que alunos de cursos de licenciaturas e futuros professores tenham experiências em projetos desenvolvidos em escolas públicas, com o acompanhamento de professores universitários e das instituições participantes.

O coordenador de subprojetos do Pibid, Eronildo Ribeiro, afirma que a manifestação é para defender a não interrupção das bolsas. “Estamos correndo o risco de enfrentar a interrupção do programa que precisa ser renovado em fevereiro ou março de 2018. São verbas da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) que vem do Ministério da Educação para beneficiar professores que estão em formação”, defendeu o docente.

Em apoio ao movimento, a deputada Lenir Rodrigues (PPS), que também é presidente da Comissão de Educação, Desportos e Lazer da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR), participou do ato realizado na praça do Centro Cívico em frente à Casa Legislativa.

“Mesmo sendo um programa do Governo Federal, nós da Comissão de Educação, na esfera estadual, devemos dar apoio ao movimento, pois quem ganha com a permanência do Pibid nas universidades e instituições de ensino superior é a Educação Básica. Nós trabalhamos pela defesa desta educação e  para os nossos professores que se qualificam mais ainda por meio do programa federal”, afirmou a deputada, ao convocar a sociedade em defesa da causa. “Temos que defender essa luta para que não haja cortes e nem interrupção em nível federal e por isso precisamos engrossar a manifestação nacional”, reforçou a presidente da comissão, Lenir Rodrigues.

Segundo dados do Ministério da Educação, são atendidos hoje pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência mais de 70 bolsistas em todo país.

 

Tarsira Rodrigues