Chega o final do ano e a preocupação de muitos pais é: em qual escola meu filho vai estudar no ano seguinte? Para facilitar esse processo de escolha, o Procon Assembleia, instituição ligada ao Poder Legislativo, realizou uma pesquisa de preços de mensalidades em quatro escolas da rede particular na Capital. A lista estará disponível no site da Assembleia, www.al.rr.leg.br.

Conforme explicou a diretora do Procon Assembleia, Eumaria Aguiar, as instituições particulares receberam um ofício para que encaminhassem as informações para o órgão de Defesa do Consumidor. A intenção, segundo ela, é mostrar aos pais ou responsáveis opções e alternativas de mensalidades e de compra de material didático. As escolas forneceram informações de acordo com o ano escolar, anuidade, taxas de material didático e descontos.

Mas a diretora alerta aos pais para observarem se o valor cobrado condiz com os serviços prestados pela instituição de ensino. “Na hora de fechar o contrato com a escola você tem que observar tudo aquilo que circunda o ensino, não só uma política pedagógica, mas tudo aquilo que a escola institui para o aluno. Tem que observar o plano político pedagógico, as metas e objetivos que a escola tem”, complementou.

Conforme apurado pelo Procon, as escolas levantadas apresentaram ainda a cobrança de uma taxa de material didático, que pode ser parcelada. Eumaria acrescenta que essa condição é opcional, caberá aos pais ou responsáveis pedir ainda a lista de material escolar para pesquisa própria. “A taxa de material é optativa, não é obrigatório, é uma comodidade pagar lá e não sair para pesquisar”. Ela lembrou que o material deve ser para uso individual e não coletivo.

Para dúvidas quanto a cobrança e comparativos de listas, o Procon Assembleia funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, sem intervalo para o almoço, na rua Agnelo Bittencourt, nº 216, no Centro. Há ainda os telefones 4009-4820/4822/4823/4824/4826 e o e-mail proconassembleia@al.rr.leg.br.

Yasmin Guedes

SupCom ALERR

Em: 24.11.2017