Os profissionais que utilizam Terapias Naturais Complementares como a Massoterapia e Quiropraxia no Estado de Roraima poderão ter a profissão regulamentada. A proposta é do deputado Valdenir Ferreira (PV) e o projeto está em tramitação nas Comissões Permanentes da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR).

A proposta estabelece ainda que para serem habilitados a exercer as atividades terapêuticas naturais, os profissionais devem estar inscritos no Conselho Brasileiro de Auto-Regulamentação da Massoterapia (Conbramasso).

Quando aprovado, conforme deixa claro o texto do projeto de lei, ficará a cargo do Poder Executivo, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), a implantação de programas voltados para a realização de terapias naturais para o atendimento à população na rede estadual de saúde.

Valdenir Ferreira explica que a necessidade do projeto surgiu a partir da demanda dos profissionais que existem em Roraima. “Fizemos reuniões com alguns profissionais desta área e foi identificada a ausência de regulamentação da profissão, o que dificulta o trabalho destes profissionais. Diante desta dificuldade foi que nasceu a luta por esta causa, uma vez que pode ser até uma saída para desobstruir o sistema de saúde pública”, defendeu o parlamentar.

O projeto – Terapias Naturais destacam-se modalidades como: Massoterapia (todas as técnicas de Massagens Anma, Ocidental, Terapêutica, Massagem Estética Corporal e Facial, Massagem Drenante, Relaxante, Quick Massage, Shantala); Quiropraxia; Acupuntura (segmentar, auricular, crâniopuntura); Shiatsu; Reflexologia; Reflexoterapia; Naturopatia; Terapias de Florais; Fitoterapia; Reiki; Aromaterapia; Geoterapia; Cromoterapia; Alfaterapia; Iridologia; Hipnose; Homeopatia; Podologia; Yoga; Ayurveda; Hidroterapia; Psicanálise; Ginástica Terapêutica; Terapias de Respiração; Arteterapia; Biodança; Dança Circular; Meditação; Osteopatia e Terapia Comunitária Integrativa.

 

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR