O deputado Joaquim Ruiz (PODE), que integra a base governista na Assembleia Legislativa de Roraima, usou a tribuna nesta terça-feira, 27, para apresentar números sobre a Educação em Roraima. Ele iniciou o discurso dizendo que o Governo tem sim, o que mostrar. “São 35 escolas revitalizadas, 28 neste momento sendo reformadas, 90 escolas recebendo reparos na rede elétrica e, por meio do projeto do deputado Coronel Chagas (PRTB), são mais de 15 escolas militarizadas. Isso dá um respaldo na educação”, apresentou.

Na sequência Ruiz trouxe mais notícia. Segundo ele conforme o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), o Colégio Militar de Roraima Coronel Derly Luiz Vieira Borges, em Boa Vista, foi bem avaliado. “Ficou entre as três melhores da região Norte. É assim que se faz educação”, afirmou o parlamentar durante o pronunciamento.

Em contraponto ao discurso de Ruiz, o deputado George Melo (PSDC), disse que merendeiras que atuam nas escolas estaduais estão há três meses sem receber os salários e que escolas do interior estão abandonas. “Elas estão caindo aos pedaços, estive no Sul do Estado recentemente e nas escolas não tem instalação elétrica e os alunos não tem merenda. Considero que a situação da educação no Estado já passou dos limites”, criticou Melo.

Na sequência a deputada Lenir Rodrigues (PPS), que também já foi secretária de educação em Roraima, rebateu alguns pontos do pronunciamento de Joaquim Ruiz. “Deputado, não podemos desvalorizar o trabalho dos outros [fazendo referência ao governo anterior], não podemos exagerar, pois durante três anos seguidos na época que fui secretária de Educação, nós ganhamos prêmios nacionais de gestão escolar e atualmente não ganhamos nenhum. E eu torço para que os gestores atuais tenham condições de realizar um bom trabalho, pois eu me coloco no lugar do outro”, relembrou.

Lenir defendeu ainda a valorização dos profissionais de Educação. “Gostaria mesmo é o que profissional fosse valorizado, que o mínimo de material escolar chegasse as escolas. Sem lápis, caderno e borracha é difícil fazer educação, temos que acabar com esse discurso de colocar culpa no governo anterior e olhar para frente”, ressaltou a parlamentar.

Joaquim completou dizendo que está trazendo a público o que o governo atual está fazendo. “Existe um recurso que é pago no inicio do ano para que as famílias carentes possam comprar o material escolar. O Estado não está deixando de atender”, detalhou Ruiz.

 

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR