Problemas como falta de estrutura urbana, segurança, posto de saúde, escola e transporte coletivo foram as principais reclamações

Foto: SupCom ALERR

 

 Despertar o espírito de cidadania e levar oportunidades é o que se pretende com as ações sociais realizadas pela Assembleia Legislativa do Estado de Roraima (ALE-RR) em diferentes bairros do Estado. Neste sábado, 16, os moradores do Pedra Pintada, ao Norte de Capital, foram os contemplados e receberam os programas desenvolvidos pelo Poder Legislativo.

Semanalmente a ação leva informações à população sobre o Procon Assembleia, o Fiscaliza Roraima, o Chame (Centro de Apoio Humanitário à Mulher), recreação para as crianças e oficinas que possibilitem renda extra para os pais. “A Assembleia quer ficar mais perto das pessoas, oferecendo oportunidades”, explicou a coordenadora da ação, Viviane Lima.

O programa Fiscaliza Roraima recebeu várias denúncias relacionadas aos direitos básicos constitucionais. O vigilante Antonio Lima de Brito, 46 anos, foi uma das pessoas que pediu auxílio para problemas enfrentados pela comunidade, com mais de mil famílias.

“Há três anos a Caer [Companhia de Águas e Esgoto de Roraima] ficou de construir dois poços artesianos, mas até agora nada. A gente usa água clandestina do bairro Said Salomão. Só temos transporte escolar da prefeitura, o do Estado parou. O ônibus também não entra no Pedra Pintada por conta do lamaçal. Queremos uma solução para esses problemas”, disse o vigilante.

A falta de segurança, de iluminação pública, de posto de saúde, de escola e de transporte coletivo também foram alvos de reclamações. Outra denúncia está relacionada a exorbitante cobrança da passagem pelos táxis-lotações. “O menor preço que eles cobram é R$ 15,00”, complementou.

A dona de casa Ana Larissa Megias de Matos, 27 anos, buscou ajuda para dar entrada no auxílio maternidade, e os assistentes jurídicos do Procon Assembleia agendaram junto ao INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

“Essa ação está sendo importante e útil para mim, pois neste momento, não posso sair de casa por conta do meu filho que só tem 20 dias de nascido. Consegui agendar no INSS para receber o auxílio maternidade, e estou muito satisfeita com o atendimento”, afirmou.

RECREAÇÃO – Além de uma tarde de lazer, foram realizadas apresentações de balé, jiu-jitsu e ginástica rítmica pelos alunos do Programa Abrindo Caminhos. Os moradores do Pedra Pintada foram agraciados com a participação do jogador profissional da Seleção Brasileira Militar de Voley, Jonatan Pinheiro, 23 anos, roraimense. Na abertura do evento, o esportista, que está de férias, levou motivação às crianças e aos jovens ao falar dos sonhos conquistados após abraçar o esporte.

“Fui convidado para prestigiar o evento do Abrindo Caminhos e transmitir às crianças um pouco do meu conhecimento no voleibol, dizer para elas que depois de virar esportista minha vida mudou da água para o vinho. O esporte é um caminho maravilhoso, e deve ser incentivado às crianças para terem um futuro melhor”, ressaltou.

OFICINA – A dona de casa Maria do Socorro de Almeida foi conhecer os programas sociais da Assembleia e acabou tendo uma tarde descontraída ao fazer a oficina de flores de papel. “Estou fazendo esse curso porque achei que um meio de eu ganhar dinheiro, pois ainda não sou aposentada, então preciso fazer alguma porque as coisas não estão fáceis. E eu estou gostando muito porque estou espairecendo junto com minhas amigas”, contou.

 

Marilena Freitas

SupCom ALERR