Deputada afirmou que é necessário investigar a escassez de medicamentos e contratos da Sesau

A deputada Betânia Almeida (PV) reforçou o pedido de instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde, em discurso na Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (8).

A parlamentar ressaltou que há um mês, vários deputados pediram a abertura desta CPI após denúncia feita em uma rede social pelo ex-secretário da Saúde Ailton Wanderley, sobre supostos esquemas de corrupção na Sesau (Secretaria Estadual de Saúde).

“Além das denúncias, há que se apurar a escassez de medicamento, descumprimento contratual da cooperativa de médicos. Essas denúncias nunca foram apuradas”, reforçou a deputada.

Ela pontuou que a população espera providências sobre a situação da Saúde em Roraima. “Queremos um basta na sangria de recursos destinados à saúde do estado. Todos nós somos cientes do que passa a saúde, principalmente o HGR, um pronto-socorro para todos nós. Não tem medicamento, não tem insumo”.

O discurso de Betânia Almeida recebeu apoio do deputado Neto Loureiro (PMB), presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa. “Peço a abertura dessa CPI. Roraima passa por isso há muito tempo”.

O deputado Renato Silva (PRB), em aparte, ressaltou a ausência de saúde pública de qualidade para população, e diz que a problemática foi acentuada com a chegada de imigrantes em Roraima. “Precisamos abrir a CPI, fiscalizar essas obras. Montei uma equipe para fiscalizar obras paradas [do HGR]. A CPI tem que sair”, frisou o parlamentar, que preside a Comissão de Obras da Casa.

SupCom ALE-RR

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Alex Paiva e Eduardo Andrade