Nesta semana começaram as inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Por conta do isolamento social, quando cursos preparatórios e bibliotecas estão fechados, o estudo em casa vai requerer ainda mais foco dos estudantes. A dica de professores da Escola do Legislativo Cursos Preparatórios é que os candidatos iniciem os estudos o quanto antes, e fiquem atentos aos últimos acontecimentos no mundo.

Para quem já se inscreveu no Enem, a primeira dica do professor de química, Ricardo Jouglas, é não perder tempo e criar logo um cronograma de estudos em casa. “Nesse momento pré Enem, você precisa urgentemente montar um cronograma de estudos, qual o melhor horário, melhor maneira para estudar, busque um local adequado para se concentrar, faça seu horário de estudo e cumpra à risca, é fundamental ter disciplina nesse momento.”

O professor adianta o que pode cair sobre química na prova do Enem. “Agora falando da nossa velha querida química, não deixe de estudar química orgânica, porque tenho certeza que vai cair no Enem. Então estude muito, a nomenclatura de compostos e as fórmulas estruturais.”

 

O tema da redação pode estar ligado aos impactos do covid-19

A redação é uma das áreas mais temida pelos candidatos do Enem. A professora de português, Laeny Amaral acredita que neste ano o tema possa estar ligado aos impactos do covid-19 na sociedade. “Por conta do novo cenário atual da pandemia, não podemos deixar de refletir sobre isso, é possível alguns temas relacionados diretamente ou indiretamente. Então, é muito importante que nesse momento vocês tenham um conhecimento, uma leitura.”

A professora cita quatro temas que podem cair na prova. O primeiro é sobre o ensino a distância em tempos de pandemia. “A questão emergente da educação online que está acontecendo. Antes essa modalidade era uma opção para muitas situações, agora tá sendo uma questão de emergência.”

O segundo é a reinvenção do comércio que precisa se adaptar às vendas online. A terceira aposta da professora é como ajudar os profissionais que estão na linha de frente em combate ao covid-19 como médicos, enfermeiros, bombeiros e outras áreas que não podem parar. “Como ajudar as pessoas a se prevenirem para que elas consigam manter os trabalhos e a rotina com a questão do vírus pairando.”

A quarta dica é sobre as doenças emocionais e psicológicas que podem ser acentuadas durante o distanciamento social, como pânico, ansiedade, depressão e entre outras. Além disso, a professora orienta que os candidatos façam reflexão dos fatos que aconteceram no passado e na atualidade, e pontua que a leitura de obras clássicas é indispensável.

Texto: Vanessa Brito

Foto: Arquivo

SupCom ALE-RR