Pular para o conteúdo

Mudança em titularidade da Sesau foi questionada por Yonny Pedroso

A deputada Yonny Pedroso (SD) usou a tribuna virtual na sessão desta quarta-feira (5) para cobrar do Governo do Estado mais empenho e compromisso com a Saúde diante das inúmeras trocas no comando da Sesau (Secretaria Estadual de Saúde). A última ocorreu na terça-feira (4) quando saiu Marcelo Lopes e assumiu Airton Cascavel. “Estamos lidando com vidas, quem será que vai pagar por essas vidas que estão sendo perdidas?”, questionou Yonny Pedroso.
 Para a parlamentar, é necessária a presença de pessoas com entendimento sobre a Saúde pública. “Estamos no oitavo secretário”, lembrou. Complementou que o titular da Pasta não tem autonomia exclusiva para comandar e que a Sesau não pode ser vista como local político. “Não estou desdenhando e nem duvidando da competência do senhor Airton Cascavel”, disse. “Precisamos de pessoas técnicas que resolvam a Saúde pública, não precisamos de politicagem, precisamos que o governador olhe com mais atenção a população”, declarou Yonny.
Na oportunidade, Yonny Pedroso relembrou situações pertinentes na Saúde como a falta de medicamentos e leitos em hospitais da Capital e do Interior, bem como da falta de assistência às parturientes na única maternidade pública do Estado.
Para complementar o discurso, o deputado Jeferson Alves (PTB) lamentou que o Governo do Estado tenha negligenciado a Saúde e deixado de lado, por exemplo, a atenção sobre as vacinas no combate a covid-19. O parlamentar é autor da lei nº 1.468/21 que autoriza o Governo do Estado a adquirir diretamente de fornecedores as doses de vacina contra o novo coronavírus, promulgada pela Assembleia Legislativa. “Para minha surpresa o governador silenciou e o presidente da assembleia promulgou. (…) Ele, na sua vaidade, preferiu silenciar do que fazer o correto”, ponderou.
Em contrapartida ao discurso de Yonny Pedroso, o deputado Coronel Chagas (PRTB) ressaltou as atuações de Airton Cascavel na vida pública de Roraima. Disse, por exemplo, que o atual secretário de Saúde foi deputado federal e estadual com expressivos votos, vice-governador, prefeito e presidente da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima) e da Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos).
Além disso, Coronel Chagas ressaltou a participação de Airton Cascavel em trabalhos no Ministério da Saúde. “Conhece a fundo o orçamento do Ministério da Saúde e foi convidado a permanecer, mas recusou e aceitou vir para Roraima e tem sim o conhecimento e preparo técnico para assumir [a Sesau]”, defendeu Chagas.
Outro deputado a usar o aparte foi Renan. Frisou que nos últimos meses tem percorrido as Unidades hospitalares do Estado e constatado diversos problemas, mas que a gestão estadual tem atendido as demandas. “Acredito que [Airton Cascavel] deva fazer um bom trabalho, não sei o conhecimento médico-hospitalar, mas este parlamento torce para que ele tenha toda essa grandeza e que esse super conhecimento”.
Por fim, Yonny Pedroso voltou a cobrar o Governo do Estado sobre os atendimentos às pessoas com deficiência acompanhadas pela rede de Atenção Especial comandada pela Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem Estar Social).
Texto: Yasmin Guedes
Foto: Jader Souza / Marley Lima e Tiago Orihuela
Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0