Pular para o conteúdo

JUNTOS PELA VIDA
Caminhada encerra campanha de prevenção ao suicídio na Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) promove nesta quinta-feira (30), às 17h, a caminhada de conscientização e sensibilização à prevenção ao suicídio, programação que encerra as atividades da campanha “Setembro Amarelo, Juntos pela Vida”. O ponto de partida será em frente à sede do Poder Legislativo, percorrendo o entorno da Praça do Centro Cívico, com soltura de balões amarelos.

O presidente da ALE-RR, deputado Soldado Sampaio (PCdoB), afirmou que as ações de prevenção foram essenciais para ampliar o debate em Roraima e ressaltou a importância da conscientização não só em setembro, mas ao longo do ano.

 

“Agradeço a todos os servidores que apoiaram e participaram, além das instituições parceiras e da sociedade civil. Os debates foram produtivos e mostraram que devemos continuar essas ações todos os meses. Essa caminhada será a favor da vida”, salientou.

 

Ao longo do mês, houve uma série de eventos referentes ao Setembro Amarelo, como rodas de conversa e atrações culturais, além da audiência pública “Valorização da Vida e Combate ao Suicídio” e uma live sobre cyberbullying, ambas iniciativas do deputado Evangelista Siqueira (PT), ocorridas na Assembleia Legislativa.

 

“Queremos chamar a atenção da sociedade para essa questão tão importante. Todos são convidados a participar desse momento. Precisamos dar visibilidade a esse problema e chamar a população para reflexão da prevenção ao suicídio”, afirmou Siqueira.

 

 

A deputada Catarina Guerra (SD) promoveu a live “Como Cuidar da Saúde Mental”, que discutiu a importância da saúde emocional, e foi mediada pelo psicólogo Wagner Costa. O bate-papo foi importante para conscientizar a sociedade sobre o que pode ser feito para evitar problemas emocionais graves.

“Conversamos muito, foi um mês muito produtivo, quando falamos da valorização da vida e incentivamos a cuidar mais de nós mesmos e do outro. Precisamos falar mais sobre suicídio, depressão e, por isso, nossas ações voltadas para a vida saudável. A caminhada vai marcar com sucesso essas ações de conscientização”, argumentou.

 

O workshop “Prevenção é Vida”, mediado pela deputada Yonny Pedroso (SD), também fez parte da programação de ações da Casa.

 

 

 

Além disso, houve a palestra sobre “Saúde do Trabalhador: Práticas de Prevenção à Depressão e ao Suicídio”, voltada exclusivamente aos servidores e parlamentares.

A TV Assembleia (canal 57.3) lançou um programete no início do mês, o “Pense Nisso”, com diálogos importantes sobre bem-estar mental, sem horário fixo e sempre nos intervalos da programação da emissora. O programa compacto intensifica o debate sobre a importância da vida e o combate ao suicídio.

Legislação

A Assembleia Legislativa aprovou a Lei nº 1.065/16, que institui a Semana Estadual de Valorização da Vida e Combate ao Suicídio, de autoria do deputado Evangelista Siqueira. Desde   2016, diversos segmentos se uniram para tratar do tema considerado, por muitos, um tabu.

Yonny Pedroso é autora da Lei 1.364/2019, que tornou obrigatória a notificação para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) dos casos de tentativa de suicídio e automutilação. “A normativa possibilita que tenhamos dados reais sobre esse problema, a fim de elaborar políticas públicas mais eficazes para prevenção e combate ao suicídio”, completou.

Dados alarmantes 

O alto índice de suicídios deixa Roraima no quinto lugar entre os estados com maior número de casos, conforme levantamento do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde.

Os números colocam o Estado em uma posição preocupante entre os jovens. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o suicídio é a terceira causa de morte de pessoas entre 15 e 29 anos.

Os registros mostram que anualmente 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo. No Brasil, são 12 mil. O país aparece como o campeão mundial em casos de ansiedade e ocupa o segundo lugar em transtornos depressivos, que podem levar ao suicídio, conforme revela a OMS.

Texto: Kátia Bezerra

Foto: Eduardo Andrade/ Marley Lima/ Tiago Orihuela

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0