Pular para o conteúdo

EM NOVA SEDE
Procon da Assembleia Legislativa registra quase 240 reclamações em um mês

As reclamações que chegam diariamente ao Procon da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) envolvem relação de consumo na compra de produtos ou serviços, e vão desde cobrança indevida, empréstimos não reconhecidos, entregas atrasadas (Correios), contestação de compras no cartão de crédito até juros abusivos, propaganda enganosa e alteração de data de passagem. Em um mês de atendimento, foram feitos 238 registros no órgão de defesa.

Segundo a diretora do Procon, Mileide Sobral, essas são as principais demandas de atendimento e encabeçam a lista de reclamações. Com o retorno dos serviços presenciais, os consumidores têm mais opções de atendimento.

“Reembolso de passagem, solicitação de boleto de quitação, dificuldade no cancelamento de plano de telefonia e solicitação de assistência técnica também são recorrentes nas reclamações. Estamos sempre buscando novas formas de interação com a população, voltamos a atender de forma presencial e continuamos de forma remota também”, explicou.

 

Desde 18 de outubro, o órgão de proteção da ALE-RR ganhou novo espaço, amplo, acessível e mais próximo da população. Localizado na Avenida Ataíde Teive, 3.510, no bairro Buritis, a nova sede está situada em ponto estratégico, nas imediações do segundo maior centro comercial de Boa Vista.

Black Friday 

Muitos consumidores esperam a temporada de liquidações para garantir descontos imperdíveis. O problema é que muitas dessas promoções podem se tornar uma cilada, caso o cidadão não fique atento aos seus direitos.

 

A cada edição do evento, o Procon da Assembleia Legislativa intensifica as ações de fiscalização e proteção aos consumidores para aproveitarem a data com mais segurança. Dicas e orientações farão parte das ações educativas promovidas pelo órgão, conforme explica a presidente, Tayla Peres (PRTB).

“Faremos ações educativas a partir da próxima semana em pontos estratégicos de Boa Vista para alertar e orientar os consumidores sobre abusos na compra. O Procon fortalece os direitos do cidadão e a relação de consumo, e por isso estamos sempre à disposição da sociedade”, salientou.

 

O Procon orienta que se o consumidor se sentir lesado ou tiver qualquer problema relacionado a compras durante a Black Friday, como descumprimento do prazo de entrega e propaganda enganosa, pode acionar o órgão para registrar queixa pelos canais de atendimento, no WhatsApp (95) 98401-9465, de segunda a sexta, das 8h às 18h, pelo site al.rr.leg.br/procon e presencialmente, na sede do Procon, na Avenida Ataíde Teive, 3510, bairro Buritis.

Texto: Kátia Bezerra

Foto: Eduardo Andrade/ Tiago Orihuela

SupCom ALE

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0