Pular para o conteúdo

RECONHECIMENTO
TV Assembleia vai ampliar grade de programação ao se associar à Astra

Com seis anos no ar, a TV Assembleia inaugura um novo tempo a partir da 24ª Conferência da União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale), quando passa a fazer parte da Associação Brasileira das Televisões e Rádios Legislativas (Astral). A emissora é representada pelas servidoras Sônia Lúcia Nunes e Camila Dall’Agnol no evento que começou nesta quarta-feira (24), em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e se encerra na sexta-feira (26).

Na prática, isso significa inúmeros benefícios para os telespectadores da TV Assembleia, 57.3, e dos ouvintes da Rádio Assembleia FM 98.3. Conforme explicou a superintendente de Comunicação da Casa Legislativa, Sônia Nunes, a partir de agora a interatividade com os demais associados possibilitará que os telespectadores roraimenses também acompanhem o que acontece em outros parlamentos e vice-versa.

 

“É uma oportunidade para mostrarmos um pouco do nosso trabalho para os outros estados, trocar conteúdos e fazer intercâmbio entre as TVs Legislativas. Será uma forma de levar o trabalho dos parlamentares de Roraima para o país e o mundo, além de poder concorrer a prêmios que tratem de material legislativo, direitos humanos e cidadania”, disse.

A diretora da TV Assembleia, Camila Dall’Agnol, explicou que a emissora já auxiliava a Astral antes mesmo de se associar. “A associação sempre foi parceira e nos deu suporte em várias demandas, como na recente instalação da Rádio Assembleia. Temos acompanhado as reuniões, inclusive com o projeto Digitaliza Brasil, pelo qual vamos fazer parte da interiorização das rádios e TVs Legislativas”, adiantou.

O presidente da Astral, Marcelo Malacrida de Morais, lembrou que as TVs Legislativas se reinventaram na pandemia e continuaram funcionando mesmo com a maior parte dos servidores trabalhando em casa.

“Assim como os trabalhos nas Casas [Legislativas] se deram de forma virtual, nós conseguimos continuar trabalhando. O cidadão continuou acompanhando a atuação de seu parlamentar. Isso foi fundamental para o processo democrático, em um período em que há uma grande quantidade de fake news. A TV Legislativa é um ponto central no combate às notícias falsas, na medida em que entrega para o telespectador o conteúdo ao vivo dos plenários, sem corte e edição”, disse.

Para ele, esse momento de pandemia foi fundamental para a consolidação das emissoras legislativas e, neste contexto, o trabalho desenvolvido pela TV Assembleia de Roraima merece destaque.

“Estou muito feliz porque Roraima está ingressando na Astral e tem desenvolvido um trabalho que julgo ser um dos mais importantes durante a pandemia. Em vez de reduzir, aumentou as equipes e os programas para manter a população bem-informada. Isso, para os roraimenses, não tem preço. O que vocês fizeram foi fundamental para o cidadão pagador de impostos poder acompanhar o trabalho do Parlamento, de seu deputado”, ressaltou Malacrida.

A nova diretora-executiva para o biênio 2022-2023, Luciana Amélio, disse que as Casas Legislativas sobreviveram bem à pandemia utilizando a tecnologia para dar continuidade às atividades. De acordo com ela, a meta é continuar este trabalho de levar o Parlamento a todos os lares.

“A partir de agora, temos o novo normal, e a Astral pretende dar continuidade a toda essa aproximação que as Casas Legislativas fazem junto à população e eleitores em busca da democracia. O nosso plano de trabalho é todo voltado ao apoio a essas Casas, para que tenham o melhor resultado possível nas suas empreitadas”, afirmou Luciana.

 

 

Texto: Marilena Freitas

Enviada especial a Campo Grande – MS 

Foto: Eduardo Andrade

Enviado especial a Campo Grande -MS

SupCom ALE-RR 

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0