Pular para o conteúdo

MERCADO EM EXPANSÃO
Curso de atendente de farmácia está entre os mais procurados na Escola do Legislativo

O crescimento significativo do número de farmácias em Boa Vista levou a população a buscar profissionalização nesta área. O curso gratuito de “Atendente de Farmácia” ofertado pela Escolegis (Escola do Legislativo), com carga de 40 horas, é um dos mais procurados. Cerca de 40 alunos estão regularmente assistindo às aulas.

A acadêmica de Biomedicina Marcilene Pereira é uma das alunas. “Esse é um curso bem interessante na área da saúde e uma porta de emprego. Já tinha ouvido falar muito bem da Escolegis e dos bons profissionais que ministram as aulas, então me inscrevi. A primeira aula já foi bem proveitosa, com bastante conhecimento, e o professor é nota dez. Estamos bem servidos”, disse.

 

 

Conforme destacou o professor Jhonatan Callel, o público interessado é bem variado, com diferentes idades. “Temos tanto adolescentes quantos jovens e adultos, mas que estão com vontade de fazer o curso para serem aproveitados pelo mercado de trabalho”, afirmou.

Ele ressaltou que a tendência desse mercado é se expandir. Segundo o Conselho Regional de Farmácia de Roraima (CRF-RR), existem na capital 192 estabelecimentos farmacêuticos e 364 em todo o Estado. “É um ramo que está crescendo e, em Boa Vista, praticamente, encontramos uma farmácia a cada esquina. O que está faltando é atendente”, afirmou.

 

Farmacêutico-bioquímico há sete anos, Callel contou que quando iniciou na profissão não havia uma procura expressiva como atualmente. “Para a Escolegis trazer um curso, gratuito, com essa abrangência de um público misto, pois aqui tem tanto brasileiros quanto migrantes, é porque o curso é bom e há um mercado em expansão”, acrescentou.

Na rede particular, o curso sai em torno de R$ 300. “Os cursos ofertados pela Escolegis valem a pena fazer porque são de qualidade, além disso a pessoa já sai com uma base teórica da profissão, facilitando a conquista de uma vaga de trabalho. Quando mostra o currículo com a capacitação, se torna mais fácil as pessoas que estão no Recursos Humanos escolherem, mesmo que os candidatos não tenham experiência”, assegurou.

Callel lembrou que a farmácia é o primeiro local de busca. “Se a pessoa não consegue um profissional no posto de saúde, corre logo para a farmácia. O atendente é aquele que vai dar atenção primária. Ele não assume o papel do farmacêutico, como dar orientação, mas vai fazer um atendimento bacana, sendo atencioso com o cliente”.

Atendimento ao público

O curso de “Atendimento ao Público” também apresentou uma expressiva procura. Jordelane Silva, 25, está desempregada. Ela já trabalhou como atendente, mas observou que precisava se aperfeiçoar. “Quero melhorar, aprender mais como falar, como me comportar diante do cliente. No meu último trabalho, fiquei pouco tempo porque precisava melhorar o atendimento”, contou.

 

 

Daniel Carvalho Pimenta tem 26 anos e há um ano e oito meses trabalha com atendimento ao público. “Escolhi esse curso porque, como já trabalho em um supermercado, tem tudo a ver com o meu dia a dia. Uma coisa que aprendi na primeira aula é que temos que ser sempre educados e dar bom dia ao cliente, e se ele pedir uma ajuda, a gente vai lá e mostra onde está o produto”, explicou.

 

 

O curso de “Atendimento ao Público” é de 40 horas. Segundo a professora Glaciane Andrade, os alunos sairão preparados para impulsionar o mercado em que trabalham. “É um curso importante porque os alunos vão aprender a conhecer seus clientes, e assim atender da forma correta cada um deles”, afirmou.

 

 

Texto: Marilena Freitas

Foto: Marley Lima

SupCom ALE-RR

Compartilhar
banner assembleia 120x600 ou 160x600

Arquivos

banner assembleia 120x240
banner assembleia 125x125

0