Aprovação de leis como as que regulamentaram a aposentadoria e a progressão funcional representaram avanços significativos para a categoria

Foto: SupCom ALE-RR

Os integrantes da Polícia Civil de Roraima comemoraram na manhã desta sexta-feira (27) o 14º aniversário de posse da primeira turma de policiais civis do quadro efetivo do Estado. Durante a festa, os policiais disseram que têm muito a comemorar, graças ao apoio do Poder Legislativo, que aprovou projetos que hoje são lei e que beneficiam diretamente a categoria, refletindo na boa prestação de serviços à sociedade.

“Passamos a receber o auxílio alimentação, foi aprovado o nosso subsídio, e recentemente a Assembleia Legislativa aprovou duas leis complementares, a que regulamenta a nossa aposentadoria e a que trata da nossa progressão funcional, que eram grandes anseios da nossa categoria”, disse o presidente do Sindipol (Sindicato dos Policiais Civis de Roraima), Leandro Almeida.

A próxima reivindicação é a realização de um novo concurso público para suprir a necessidade, pois o quadro está defasado devido ao aumento populacional. Existe hoje na ativa no quadro da instituição 815 servidores entre agentes de polícia, escrivães, peritos, agente carcerário, auxiliar de necropsia e delegados.

Esse quantitativo deve atender a mais de 500 mil habitantes locais, sendo em média um servidor para cada 700 habitantes. Levando-se em consideração também o grande fluxo de imigrantes que entraram no Estado e do aumento demográfico da população roraimense, este número pode chegar a 600 mil pessoas vivendo em solo roraimense, o que demanda uma segurança pública mais estruturada.

“Hoje esse é o pleito principal do Sindipol porque todos os dez cargos estão defasados, uns mais e outros menos. Um exemplo é o cargo de agente de polícia: o concurso de 2003 teve a previsão de 400 vagas, mas o efetivo previsto em lei era de mil agentes, então desde aquela época já se tem a necessidade de mais 600 vagas”, disse o líder sindical.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (Solidariedade), foi homenageado pelo Sindipol durante a solenidade de aniversário. “Essa comemoração é um reconhecimento do trabalho de uma polícia que vem crescendo e que precisa ainda mais do apoio das instituições. Fico muito feliz de fazer parte desse momento histórico da Polícia Civil e das ações que dão norte para o desenvolvimento que o Estado de Roraima precisa”, ressaltou.

 

Marilena Freitas

SupCom ALE-RR