Uma ação fiscalizatória e educativa foi realizada em uma revendedora de gás localizada no bairro São Francisco, nesta sexta-feira (29), após o Procon Assembleia receber reclamação de um consumidor que se sentiu lesado por achar que havia menos produto do que a botija indicava.

A ação foi realizada em parceria com o Ipem (Instituto de Pesos e Medidas) e Procon Estadual e não constatou irregularidades. Caso isso ocorresse, o produto seria recolhido, e a empresa que faz o envasamento seria notificada, uma vez que o estabelecimento visitado é responsável apenas pela distribuição e revenda.

O advogado do Procon Assembleia, Samuel Weber, explicou que a reclamação foi encaminhada ao Ipem, por ser esta a instituição responsável por atual em relação a aferição de pesos e medidas no Estado. “Está sendo feita a aferição das botijas e documentado. As botijas estão dentro do que o Ipem entende como regular”.

As pesagens foram feitas pelo chefe da divisão de metrologia do Ipem, Ronnie Lima, que disse ser necessário que cada ponto de revenda de gás disponibilize uma balança para o cliente “Se o consumidor achar que o produto não está com o peso adequando, ele pode solicitar que seja pesado”.

Ações como essa servem para assegurar ao consumidor uma compra mais segura. Ao sentir que está sendo lesado ao adquirir o produto, o cidadão pode formalizar uma reclamação no Procon Assembleia, localizada na rua Agnelo Bittencourt, 232, Centro, ou pelo telefone 4009 4826.

Texto: Bárbara Araújo

Foto: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR