Deputados, ex-parlamentares, vereadores e representantes da sociedade civil acompanharam a entrega do Plano Diretor, pelo presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Jalser Renier (SD), a representantes do município do Cantá, a 38 quilômetros da Capital. A entrega ocorreu em sessão solene no salão da Secretaria Municipal de Educação, na manhã desta quinta-feira (17).

Os próximos a receberem o Plano Diretor serão Iracema, Mucajaí e Amajari. Segundo o presidente da Assembleia Legislativa, a meta é atingir todos os municípios do interior do Estado. “Percebemos o empenho da população, a luta daqueles que acreditaram que esse momento chegaria, que isso vai dar ao município a estabilidade, independência, através de propostas e projetos que eles podem formar junto ao Governo federal para angariar recursos e alavancar a sede, vilas e vicinais”, destacou Jalser Renier.

O documento é um norteador para o desenvolvimento das regiões nos próximos dez anos, e foi elaborado desde 2016 por mais de 50 profissionais. Este processo contou com a contribuição da população, por meio de audiências e consultas públicas, de vereadores e técnicos dos municípios.

O pré-projeto do Plano Diretor passará pela votação dos vereadores da cidade. O presidente da Câmara Municipal, Jorge Erivan (Pode), enfatizou que este processo ocorrerá nas próximas sessões plenárias. “O prefeito vai entregar para a Câmara, faremos a leitura do projeto e, em seguida, será feita a votação. Agradeço ao presidente Jalser Renier e quero dizer que este plano veio no momento certo e na hora certa”.

O Cantá celebra 24 anos de criação nesta quinta-feira (17). O prefeito Carlos Barbudo comparou o Plano Diretor a um documento de identidade que dará nome e direitos ao município. “O Cantá não tem condições, era inviável, não conseguiríamos e temos muito a agradecer. Vamos levar a todos os habitantes do Cantá o que recebemos hoje”, garantiu.

O deputado Renan Filho (Republicanos) participou da sessão solene e espera ver o quanto antes os efeitos destes planos ao Estado. “Ano que vem, assim como foi dito aqui, a gente espera que vá trazer melhorias aos municípios”.

Plano diretor

Este é o terceiro município a receber o Plano Diretor, que já foi entregue a Bonfim e Normandia. O documento passará a ser obrigatório para as cidades com mais de 20 mil habitantes a partir do próximo ano. Com ele em mãos, os Executivos Municipais terão mais acessos a convênios para execução de projetos para, assim, desenvolver a estrutura e a economia.

O CAM (Centro de Apoio aos Municípios), órgão da Assembleia Legislativa de Roraima, foi o intermediário da construção deste plano e, juntamente com a Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação), auxiliou na reestruturação dos planos pedagógicos das secretarias municipais de educação.

“A gente correu contra o tempo junto com as Pastas elaborar essa reformulação do ensino infantil para que a gente pudesse terminar e constar no Plano Diretor. Sem o Plano, essa aprovação do MEC [Ministério da Educação] não seria possível”, complementou o diretor do CAM, Joaquim Ruiz.

 

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR