Nesta quinta-feira (21) foi realizada a entrega das mais de 180 propostas resultantes dos Seminários Regionais da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais) na 23ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), em Salvador (BA).

Durante apresentação, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, representante do Governo Federal, citou casos de crianças e adolescentes suicidas e automutiladas, abusadas e de mulheres violentadas. Mas para as deputadas Aurelina Medeiros (Pode) e Lenir Rodrigues (Cidadania), a entrega simbólica das propostas poderia ter sido melhor explanada.

“Infelizmente, a ministra [Damares Alves], nesse painel, não apresentou nada dos relatórios regionais que era a nossa expectativa, pelo menos pra mim não atendeu as expectativas, ela falou superficialmente do tema, apresentou mais questões pessoais”, pontuou Lenir Rodrigues.

Já a deputada Aurelina Medeiros acredita que o ideal seria uma apresentação mais completa, enfatizando, por exemplo, a causa de tantos casos de suicídio. “Pra mim, a grande construção desse tema não pode ser outro do que a desconstrução familiar. Pra mim a grande discussão seria a causa e eu senti falta”.

As propostas, nas áreas de combate à violência contra a mulher, suicídio e automutilação e implementação administrativa e financeira da segurança pública, serão entregues para Fundação Getúlio Vargas para elaboração de políticas públicas e, depois, ao Governo Federal.

Seminários

Os Seminários Regionais da Unale tiveram como tema ‘Promoção e Defesa da Cidadania’ e abordagem a quatro viés: Suicídio, Automutilação, Sistema Único de Segurança Pública e Violência contra a Mulher. Com a proposta de reunir propostas de políticas públicas de todos os Estados do País, realizou encontros em todas as regiões ao longo deste ano.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR