Pular para o conteúdo

MAIS SEGURANÇA
Centro de Convivência da Juventude reúne pais de alunos para tratar de regras da instituição

O Centro de Convivência da Juventude, da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), reuniu nesta quarta-feira (25) pais de alunos para tratar das regras adotadas pela instituição que devem ser cumpridas com a finalidade de dar mais segurança aos frequentadores. Na ocasião, foi anunciado o arraial que acontece em julho.

 

 

 

Durante a reunião, foi apresentada a equipe multiprofissional do Centro de Convivência, formada por psicóloga, assistente social e enfermeira, que dão suporte às atividades desenvolvidas, atendendo tanto as crianças quanto os pais que necessitarem de ajuda.

 

 

 

O superintendente de Programas Especiais, Damosiel Alencar, ressaltou que pelo Centro de Convivência passam muitos alunos por dia, e que é preciso pensar na segurança de todos.

 

 

 

“Estamos compartilhando as regras de convivência com os pais para orientar, e até mesmo saber como andam as expectativas com relação ao desenvolvimento dos filhos. Apresentamos a nossa equipe multidisciplinar que envolve desde o pessoal de apoio ao corpo pedagógico”, disse o superintendente.

 

 

 

Entre as regras adotadas, estão as relacionadas à entrada e saída dos alunos, para não deixar o filho no local muito antes da aula começar, bem como não atrasar para buscar a criança. Além disso, foi proibida a permanência dos pais e acompanhantes durante as aulas para não tirar o foco dos alunos.

 

 

 

Como existe muita gente na lista de espera para praticar as atividades ofertadas pelo centro, ficou definido que os pais devem justificar a ausência dos filhos nas aulas na secretaria da instituição.

 

 

 

Alunos com três faltas sem justificativas serão substituídos pelos que estão na lista de espera. E quando atrasar para buscar o filho, o responsável deve ligar comunicando. Serão toleráveis apenas três atrasos sem justificativas. No quarto, o Conselho Tutelar será comunicado.

 

 

 

A partir da próxima semana, serão entregues as carteirinhas dos alunos que servirão como documento de identificação para entrar no Centro de Convivência. Nela, constarão os nomes de três pessoas como responsáveis pela criança.

 

 

 

Arraial

 

 

 

Conforme ficou acertado, o arraial acontece em julho, durante três dias, e as barracas serão sorteadas para os pais que tiverem interesse em faturar uma grana extra. Dependendo da quantidade de inscrições, cada pai terá direito a uma noite de festa.

 

 

 

Aprovação

 

 

 

Os pais dos alunos aprovaram as regras de convivência. “Todas são ótimas, até porque são crianças, pequenas e inocentes, e a gente fica preocupada. Gostei da equipe multiprofissional, principalmente da psicóloga, porque tem muita criança que precisa desse acompanhamento. E quanto ao arraial, creio que será maravilhoso, porque além de uma opção de entretenimento, será uma renda extra para os pais”, disse a dona de casa Luana Alves.

 

 

 

O pai Werik Esbell viu as regras como uma garantia para os alunos e um meio de não atrapalhar as aulas. “Muitos pais ficam na janela vendo as crianças dançarem, e isso tira a atenção delas. A carteirinha trará mais segurança para os pais e filhos. Gostei muito da ideia do arraial porque tem a parte financeira. Vou me inscrever para participar do sorteio. Dinheiro a mais é sempre bom”, afirmou.

A bioquímica Yolenis de Oliveira também está de olho em uma barraca. “O arraial será uma oportunidade para os pais ganharem dinheiro para aumentar a renda em casa”, disse.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Marilena Freitas

 

Foto: Marley Lima

 

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Arquivos

0