As palestras realizadas pelo Procon Assembleia em quatro escolas públicas em Caracaraí, tiveram como foco empoderar os jovens por meio do conhecimento sobre o Código de Defesa do Consumidor (CDC). Em um tom cômico e informal o órgão buscou chamar a atenção dos mais de 200 alunos para o assunto nesta segunda-feira (7).

O advogado Samuel Weber ressalta que apesar da idade dos estudantes, todos são consumidores e precisam estar cientes dos seus direitos. “É fundamental para eles terem curiosidade de conhecer o Código de Defesa do Consumidor, e tem dado resultado, eles participam, fazem perguntas inteligentes e eu até falo para eles que eles participam mais do que os adultos”, contou Samuel.

Para o estudante do 3º ano, Tiago Silva, ter acesso aos direitos e deveres é essencial, por isso, ele sempre procurou meios de ter mais informações. O jovem destacou que momentos como este trazem mais esclarecimento e ajudam a gerar senso crítico na garotada. “Eu sempre estive ligado nos direitos que eu tenho. Eu sou uma pessoa muito crítica, se algo está errado eu não deixo ficar daquele jeito, até porque eu sempre trabalhei, então valorizo meu dinheiro”.

É munindo os adolescentes com informação, que o gestor de escola Gleison Teles acredita que irá ajudar na formação dos estudantes como pessoa. Por isso, sempre que pode, busca receber ações que debatam temas importantes para a formação dos alunos como cidadãos. “A Escola tem percebido que não pode trazer só conteúdo de disciplinas, mas precisa ensinar para a vida. Isso envolve conhecimento sobre, cidadania, direitos e deveres. Eles não podem questionar algo que não conhecem.”

Centro Comercial

Ainda durante o dia, a equipe do Procon Assembleia realizou em 10 estabelecimentos comerciais do município uma ação de adesivagem e orientação. Na ocasião, os proprietários foram informados sobre o CDC, além de receberem o número exclusivo para atendimento em Caracaraí.

Um polo do órgão funciona no Núcleo da Assembleia Legislativa no município, localizado na rua Presidente Kennedy, 1.115, no Centro. Quem vive no local pode procurar esclarecer as dúvidas pelo telefone 3532- 2617.

Texto: Bárbara Araújo
Foto: Alex Paiva
SupCom ALE-RR